Os 5 pássaros mais inteligentes que você pode manter como animais de estimação

A inteligência animal é estudada há anos e os pássaros costumam estar no topo da lista dos animais mais inteligentes. Mas alguns pássaros, incluindo espécies de papagaios que costumam ser mantidos como animais de estimação, mostraram ser mais inteligentes que outros.

  • Papagaio-cinzento

    Os papagaios do cinza africano são as espécies de pássaros de estimação mais estudadas e demonstraram um nível muito alto de inteligência. Um dos cinzas africanos mais famosos foi nomeado Alex, mas ele faleceu em 2007 na tenra idade de 31 anos. Ele foi comprado de uma loja de animais aos um ano de idade por um estudante de doutorado na época, Dr. Pepperberg, que cuidou dele e o estudou por toda a vida.

    Até Alex, a maioria das pesquisas sobre inteligência aviária era feita com pombos e nem é preciso dizer que era decepcionante. Alex mudou o pensamento das pessoas sobre o que um pássaro era capaz de aprender. Ao longo dos anos e até sua morte, Alex aprendeu mais de 100 palavras em inglês e foi pensado para ter o nível de inteligência de uma criança de cinco anos quando faleceu.

    Críticos dos estudos de Alex argumentam que ele pode ter sido simplesmente um produto do condicionamento operante e não da verdadeira compreensão, mas mesmo que fosse apenas uma resposta treinada, as habilidades de Alex superam em muito o que a maioria das aves de estimação conseguiu alcançar. Por causa de Alex, os papagaios Grey Grey agora têm uma reputação de serem pássaros bastante inteligentes e precisam de estímulo mental constante.

  • Araras

    Também considerados papagaios como o cinza africano, existem vários tipos diferentes de araras, incluindo o papagaio mais longo do planeta, a arara jacinto. Todos os papagaios e, portanto, as araras, têm níveis semelhantes de inteligência.

    O nível de inteligência de algumas araras foi comparado ao de uma criança humana. Eles podem resolver problemas, usar ferramentas e ter altos níveis de comunicação com outras aves, utilizando sons e até mudanças físicas, como corar o rosto.



    Um estudo canadense mostrou que, depois de analisar 98 cérebros de pássaros diferentes, há uma diferença definida no tamanho de uma parte específica do cérebro de um papagaio. Essa parte do cérebro do papagaio é semelhante à de um primata, outro animal altamente inteligente, e é responsável pela comunicação entre o córtex e o cerebelo. É chamado de núcleo espiriforme e, em papagaios, é duas a cinco vezes maior do que em uma galinha. Pensa-se que esta parte do cérebro desempenhe um papel importante no planejamento e execução de comportamentos avançados.

  • Cacatuas

    A cacatua, também um tipo de papagaio, foi o primeiro tipo de pássaro a ser visto fazendo instrumentos musicais. Na Austrália, as cacatuas de palmeira foram observadas usando galhos e vagens para fazer baquetas, e outros tipos de cacatuas podem influenciar uma batida musical, demonstrando que eles compreendem o ritmo.

    Um estudo utilizou as cacatuas de Goffin, um pequeno tipo de cacatua, e demonstrou o reconhecimento da permanência dos objetos. Permanência de objeto é simplesmente a ideia de que alguém pode entender que, só porque um objeto não é visível, ele ainda está lá. O exemplo de uma noz em um bolso que está fora da vista é frequentemente usado para descrever estudos de permanência de objetos em aves. Em bebês humanos, a solução de um quebra-cabeça sobre permanência de objetos normalmente não é possível até 18 a 24 meses de idade. Sem surpresa, o estudo mostrou que as cacatuas selvagens de Goffin têm habilidades de raciocínio espacial comparáveis ​​a primatas e bebês humanos.

  • Periquitos

    Mais comumente chamado de periquito ou periquito comum, o periquito australiano é um dos menores membros da família de papagaios (com o papagaio sendo o menor papagaio real). Mas só porque é pequeno, não significa que o periquito não seja inteligente.

    Periquitos foram as primeiras espécies não mamíferas a demonstrar uma compreensão da linguagem humana, mas apenas as colocam em pé de igualdade com uma criança humana de sete meses de idade. Um estudo mostrou que os periquitos foram capazes de reconhecer um padrão específico de palavras sem sentido, algo que demonstra a capacidade de escolher um padrão abstrato. Isso é importante porque, antes deste estudo, apenas humanos, ratos, macacos e outras espécies inteligentes haviam mostrado que eram capazes de fazer isso.

    Continue para 5 de 5 abaixo.
  • Conures

    Como os outros tipos de pássaros nesta lista, existem muitos tipos diferentes de conures e todos os tipos de papagaios. Por causa disso, os conures também exigem muita estimulação e enriquecimento mental para manter seus cérebros inteligentes ocupados. Muitos exercícios, brinquedos e atividades sociais são essenciais para um conure. Seja um conure de bochecha verde, Jenday ou Sun, todos os conures certamente mostrarão o quão inteligentes eles são.